Agentes de socialização evitam que drogas entrem em presídios de Manaus

Agentes de socialização flagraram seis mulheres tentando entrar nos presídios com materiais proibidos neste fim de semana. De acordo com a Coordenação do Sistema Penitenciário da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), duas delas são gestantes.

As grávidas tentavam visitar seus companheiros no Centro de Detenção Provisório de Manaus (CDPM), na manhã de sábado (23), quando foram descobertas durante procedimento de revista da unidade prisional com drogas escondidas em suas partes íntimas. Uma delas, grávida de três meses, levava em seu corpo 112 gramas de entorpecentes. A segunda, com cinco meses de gestação, carregava 105 gramas.

No Centro de Detenção Provisório Feminino (CDPF), uma visitante tentou entrar com um vidro de perfume vazio escondido em sua roupa. O “body scan”, equipamento de raio-x, também detectou que outra visitante vestia duas calcinhas e dois sutiãs.

Ainda no sábado (23), no Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat), uma mulher foi descoberta com 64,3 gramas de entorpecentes escondidas em suas partes íntimas.

Neste domingo (24), houve apreensão de 70 gramas de entorpecentes com uma visitante no CDPM. Todas foram encaminhadas para o 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *