Portal Você Online

Bruno Guimarães fala sobre diferenças entre Diniz e Dorival

Bruno Guimarães admitiu que está devendo futebol na Seleção Brasileira. Presença constante nas listas de convocados desde 2020, com Tite, foi também chamado por Fernando Diniz e agora por Dorival Júnior. O volante do Newcastle, da Inglaterra, acha inclusive que o estilo de jogo do atual treinador, mais simples, pode ajudá-lo

“É até estranho falar. Mas minha primeira convocação foi em 2020, estamos em 2024 e são 20 jogos. Esperava muito mais (na Seleção). Vocês vão ver o Bruno do Newcastle, é tempo de adaptar, ter minutos”, disse o jogador.

“Com Dorival são coisas que estou habituado no meu clube, isso é importante para mim. São coisas que se assemelham mais no dia a dia”, afirmou o jogador nesta quinta-feira (21), em entrevista coletiva realizada no hotel em que a delegação está concentrada nos arredores de Londres.

Advertisement

No sábado (23), a Seleção enfrenta em amistoso a Inglaterra, às 16h (de Brasília), no estádio de Wembley. Ainda haverá mais um jogo, na próxima terça-feira (26), contra a Espanha, no estádio Santiago Bernabéu, em Madri.

Curiosamente, Bruno Guimarães foi lançado por Fernando Diniz, ainda na época do Audax, de São Paulo. A possibilidade de crescer nas mãos do treinador com quem tinha uma história não deu muito certo. A Seleção, no geral, não foi bem com o técnico do Fluminense, com apenas duas vitórias em seis jogos pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026.

“Apesar de serem dois treinadores que têm o lado ofensivo na prática no trabalho, são completamente diferentes. Diniz gosta de colocar todo o time do lado da bola, enquanto Dorival gosta de explorar os pontas no mano a mano e jogar com profundidade. Mas estamos tentando entender coisas que a gente faz no dia a dia”, disse o volante do Brasil.

“Com Diniz é diferente, mais particularidades. Acompanhamos muitos vídeos, jogar com três, linha de quatro, que é o que planeja. Não sabemos de verdade como vamos entrar e nos preparamos para duas ou três maneiras”, explicou o volante.

É provável que Bruno Guimarães seja titular contra a Inglaterra. Dorival Júnior tem feito mistério com relação ao time, mas a tendência, no meio de campo, é um trio com André (Fluminense), Bruno Guimarães e Lucas Paquetá (West Ham-ING).

“Eu conversei com Dorival aqui na Europa, ele assistiu dois jogos meus e falamos muito. Posso ser primeiro, segundo e terceiro homem de meio-campo. O Dorival não definiu linha de três ou de quatro, treinamos para mais opções. Posso garantir que, se eu jogar, vai ser no meio-campo”, brincou.

Advertisement

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *