Portal Você Online

Comércio varejista no Amazonas cresceu 3,1%, mostra IBGE

O comércio varejista no Amazonas encerrou 2023 com um crescimento de 3,1%, conforme dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quarta-feira (7).

Em dezembro, registrou-se um aumento de 1,5% em comparação a novembro, considerando ajuste sazonal, e crescimento de 3,2% em relação ao mesmo mês de 2022.

O desempenho positivo estendeu-se ao acumulado do ano e dos últimos doze meses, ambos atingindo a marca de 3,1%. Esse resultado coloca o Amazonas em oitavo lugar nacional entre os estados com maior crescimento, superando os 2,2% registrados em 2022.

Advertisement

No cenário nacional, houve uma retração de -1,3% nas vendas em dezembro em relação ao mês anterior. No entanto, observou-se uma melhora de 1,3% na comparação anual. No ano, o comércio brasileiro apresentou um crescimento de 1,7%, mantendo a variação na análise acumulada de 12 meses.

Já no contexto estadual, o Amazonas ocupou a sétima posição em dezembro, destacando-se positivamente, com Alagoas liderando o ranking de crescimento (3,5%) e o Espírito Santo apresentando o pior desempenho do mês (-14,3%). Durante o ano, Tocantins liderou o crescimento com 11,6%, enquanto Paraíba teve o pior desempenho, com uma queda de -9,3%

O levantamento mostrou o âmbito do comércio ampliado, que engloba as vendas de veículos, peças e materiais de construção, o Amazonas registrou uma variação de -0,3% em dezembro em relação ao mês anterior. No entanto, a comparação anual revela um crescimento expressivo de 4,0%. No acumulado do ano, esse setor apresentou um desempenho de 3,4%, superando o comércio normal.

Nesse contexto nacional do comércio ampliado, o Amazonas ocupou a 12ª posição em dezembro, com Alagoas liderando as vendas (2,3%) e o Espírito Santo apresentando o pior desempenho (-6,9%).

A média móvel trimestral do volume de vendas do comércio varejista, que alcançou 0,3% em dezembro, aponta para uma perspectiva de crescimento no início deste ano. No entanto, a consistência desses indicadores exigirá uma observação cuidadosa nos próximos meses.

Advertisement

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *