Portal Você Online

Corte de luz no AM cresce 42%entre consumidor mais pobre

A interrupção do serviço ocorre após o atraso no pagamento das faturas vencidas nos últimos 90 dias.

O corte de luz no Amazonas teve um crescimento 42,53% em relação ao mesmo período do ano passado.

Advertisement

Na ocasião, pouco mais de 11,8 mil famílias tiveram que ficar no escuro por não ter como pagar a conta de luz.

Desse modo, sem ter como honrar com as contas de luz, 16 mil famílias de baixa renda do Amazonas tiveram o corte de serviço por falta de pagamento este ano.

Advertisement

Os dados são da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e englobam o período de janeiro a março de 2023.

Assim, o corte de luz entre os mais pobres cresceu bem acima da média geral de todos os clientes.

Então, até março, a Amazonas Energia somou 62,7 mil cortes, uma alta de 6,95% na comparação com as suspensões de serviço por falta de pagamento do ano passado.

Sobretudo, a interrupção do serviço ocorre após o atraso no pagamento das faturas vencidas nos últimos 90 dias.

Portanto, a dívida desses clientes com a Amazonas Energia é de algo em torno de R$ 3,3 bilhões, conforme os mesmos dados da Aneel.

Renegociando dívidas com a Amazonas Energia

Quem está em débito com a concessionária Amazonas Energia pode buscar a renegociação com a empresa através do aplicativo, pela Agência Virtual do site da empresa, pelo call center e whatsApp 0800 701 3001 e pelos terminais de autosserviço localizados nas lojas de atendimento da capital.

Advertisement

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *