Covid/Influenza: hospitais particulares de Manaus sob pressão com sobrecarga de atendimento

Hospital Santa Julia inaugura pronto-socorro com serviços especializados 24  horas | Cotidiano | A Crítica | Amazônia - Amazonas - Manaus

O volume de casos de Covid-19 e Influenza em Manaus está sobrecarregando também o atendimento dos hospitais da rede particular, além do público. Nas últimas horas, as maiores unidades privadas da capital do Amazonas passaram a emitir comunicados informando sobre o aumento do fluxo de pacientes nas suas unidades e a consequente lentidão nos serviços provocadas por isso.

Com o crescimento da procura de pacientes para tratamento das síndromes, o tempo de espera triplicou e já há unidade privada restringindo alguns serviços como o de Urgência e Emergência.

Na rede municipal e estadual a situação não é diferente. Nesta semana, a Secretária de Saúde do Amazonas (SES-AM) conseguiu ampliar em mais 74 o número de leitos, com uma parceria junto ao Hospital Universitário Getúlio Vargas pública, administrado pelo governo federal.

Nas últimas 24 horas, foram registrados mais de 2,7 mil novos casos de Covid-19 no estado.

O Hospital Adventista, no Distrito Industrial da cidade, comunicou que os atendimentos particulares de urgência e emergência estão suspensos, temporariamente, desde ontem, sexta-feira (14).

O atendimento para quem já tem convênio com a rede hospitalar segue mantido.

O Hospital Unimed precisou reforçar a equipe médica desde o fim de dezembro, após observar a disparada de pacientes com doenças respiratórias. Eles representam, atualmente, mais de 80% de todos os atendimentos realizados no local.

Em nota, o hospital informou que desde a última quarta-feira (12), uma ala foi separada para atender exclusivamente pacientes com síndromes respiratórias.

A sobrecarga de pacientes também fez triplicar o tempo de espera do atendimento de urgência e emergência da cooperativa médica.

Desde o início da semana, o Hospital Santa Júlia, na Praça 14, na região central de Manaus, também informa seus usuários por meio de publicações na rede social e pede compreensão pela lentidão dos serviços.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *