Portal Você Online

Denúncia e BR-319 são assuntos em destaque na Aleam

Durante a primeira Sessão Plenária de 2024 da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) e em meio aos debates trazidos ao Plenário Ruy Araújo, estiveram em destaque, nos discursos dos parlamentares, a denúncia da deputada Joana Darc (UB) sobre as ameaças que tem recebido de pessoas envolvidas com rinhas de galo, após ter participado da ação que desmontou um rinha que acontecia na zona rural de Manaus.

Ao ocupar a tribuna em seu primeiro pronunciamento de 2024, Darc relembrou que, no último dia 27 de janeiro, o Batalhão de Policiamento Ambiental do Amazonas (BPAmb) desmontou uma rinha de galos, no Ramal do Pau-Rosa, localizado na BR-174, após uma denúncia anônima à Comissão de Proteção aos Animais da Aleam (CPAMA-Aleam), da qual é presidente.

A ação resultou na apreensão de 80 galos e a detenção de 16 pessoas. De acordo com a polícia, os organizadores da rinha eram de Boa Vista (RR) e cobravam R$ 100 por pessoa para entrada, com apostas mínimas variando de R$ 500 a R$ 20 mil.

Advertisement

“Por conta desta ação, estou como fiel depositária dos 80 galos, e desde então estou recebendo diversas mensagens pelas redes sociais ameaçando a mim e minha família, especialmente meu filho”, explicou a deputada, informando ter apresentado notícia crime na Superintendência Regional da Polícia Federal do Amazonas.

Em aparte, o presidente da Aleam, deputado Roberto Cidade (UB), ratificou o apoio do Poder Legislativo não apenas em relação à segurança da deputada, mas também no que diz respeito à atuação em relação à causa animal, defendida por Darc.

“Conte com meu apoio, tenha certeza de que esta Casa jamais faltará na defesa da atuação de um parlamentar, especialmente de Vossa Excelência, que tem a bandeira da causa animal como norteadora do seu trabalho”, declarou o presidente.

Os deputados Rozenha (PMB), Mário César Filho (UB), George Lins (UB) e João Luiz (Republicanos) também apartearam e declararam apoio ao trabalho da parlamentar.

“Corajosamente, a senhora enfrenta esse grupo que promove rinhas. É importante que estas ameaças sejam rigorosamente investigadas pelas autoridades da Segurança Pública”, disse o deputado Rozenha, destacando a informação que alguns galos utilizados nessas rinhas chegam a custar até R$ 270 mil.

BR-319

As condições de manutenção e tráfego da BR-319, rodovia que liga a capital Manaus à cidade de Porto Velho (RO), foram trazidas para o debate pelo presidente Roberto Cidade, que, em discurso, cobrou do Governo Federal, as obras de recuperação da via, que é fundamental para que o Amazonas saia do isolamento.

Cidade lembrou que há anos se fala que a rodovia será recuperada e poderá ser considerada trafegável, porém isto não sai do campo das palavras. “A BR-319 é a possibilidade de ligação do Estado com o resto país, e em situações como na pandemia da Covid-19, quando o Amazonas enfrentou desabastecimento de oxigênio, ou no último ano, quando a seca severa dos rios impactou o fornecimento de insumos às empresas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM); a estrada seria uma alternativa para o transporte de produtos”, avaliou.

Por esta razão, Cidade informou que apresentará Requerimento convocando o superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no Amazonas (DNIT), para esclarecer a situação da reconstrução das pontes que desabaram há quase 1 ano e meio na rodovia.

Os deputados Rozenha, Comandante Dan (Podemos), João Luiz e Thiago Abrahim (UB) também de manifestaram sobre o tema e ratificaram a necessidade de cobrar do Dnit os investimentos e obras na BR-319.

“Nossa luta é incansável, para que um dia seja uma BR da vida, mas hoje é uma BR da morte”, declarou o Comandante Dan.

Advertisement

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *