Dom Leonardo Steiner é o primeiro Cardeal da Amazônia

Neste sábado, na Basílica São Pedro, no Vaticano, foi realizado o Consistório Ordinário Público para a criação de 20 cardeais para a Igreja Romana.

O arcebispo Dom Leonardo Steiner, tornou-se o primeiro Cardeal da Amazônia Brasileira. Sete mil pessoas estavam presentes na cerimônia.

O rito é uma celebração litúrgica, onde é realizada a saudação, oração e proclamação do evangelho. Em sua homilia, o Papa destaca a imagem do fogo como a chama poderosa do Espírito de Deus.

Após a homilia, os cardeais proclamam a profissão de fé. Após o momento, o pontífice pronuncia a fórmula para a criação dos novos purpurados, que juram fidelidade ao Papa e seus sucessores, até o derramamento de sangue.

Este é o oitavo consistório do pontificado do Papa Francisco e, pela primeira vez na história da igreja, um Bispo da Amazônia fará parte do Colégio Cardinalício, que passará a contar com mais 20 cardeais, vindos dos cinco continentes.

O momento também contou com a votação das causas de canonização de dois beatos, o fundador dos scalabrinianos, João Batista Scalabrini, e do leigo salesiano, Artêmides Zatti.

Entre os dias 29 e 30 de agosto, acontece o encontro dos cardeais para refletir uma nova constituição apostólica.

Dom Leonardo Steiner, passa a ser chamado: Cardeal Arcebispo, Dom Leonardo Steiner.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *