Portal Você Online

Empresa japonesa tentará pouso histórico na Lua nesta terça; acompanhe

 (crédito: Reprodução/Ispace)

Um marco histórico dentre os diversos já alcançados durante explorações espaciais pode ser realizado nesta terça-feira (25). A start-up espacial japonesa Ispace pretende ser a primeira empresa privada a pousar um módulo na Lua, se tudo correr bem.

O módulo que pretende pousar no solo lunar se chama Hakuto-R Mission 1 e tem três metros de altura e 340 quilos de peso. Ele irá transportar vários rovers lunares, incluindo um modelo em miniatura japonês de apenas oito centímetros.

O módulo está na órbita da Lua desde março e, a partir das 12h, no horário de Brasília, o Youtube da empresa fará uma transmissão para acompanhar a descida dele em direção ao satélite natural da Terra.

Advertisement

A previsão é que tudo aconteça a partir das 12h40 quando o módulo vai desacelerar sua órbita por cerca de 100 quilômetros acima da Lua e vai ajustar a velocidade e altitude para um “pouso suave” quase uma hora depois. Contudo, o sucesso da missão ainda não está garantido. 

As únicas potências que conseguiram colocar módulos na superfície da Lua foram os Estados Unidos, Rússia e China e, nos três casos, eram programas desenvolvidos pelo governo. Além disso, em 2019, a empresa israelense SpaceIL também tentou alcançar o feito mas o missão falhou.

No entanto, Takeshi Hakamada, CEO e fundador da empresa, está otimista para a missão nesta terça-feira (25). “O cenário está preparado. Eu desejo ser testemunha deste dia histórico, que marca o início de uma nova era nas missões lunares comerciais”, afirma. 

A empresa conta apenas com 200 funcionários e pretende “ampliar a esfera da vida humana ao espaço e criar um mundo sustentável, fornecendo serviços de transporte de alta frequência e baixo custo para a Lua”. A missão deles estabelece “as bases para liberar o potencial da Lua e transformá-la em um sistema econômico robusto e vibrante”, afirma Hakamada. 

A empresa acredita também que a Lua pode receber uma população de 1 mil pessoas em 2040, além de 10 mil visitantes por ano.

Acompanhe ao vivo:

Advertisement

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *