Portal Você Online

FAF orienta árbitros a pedirem prisão em casos de racismo

Advertisement

O presidente da Federação Amazonense de Futebol (FAF), Ednailson Rozenha, determinou que os árbitros peçam a prisão de torcedores por atos racistas em jogos oficiais no Estado.

Resolução da entidade, divulgada nesta segunda-feira (22), determina que árbitros e delegados de partida “atuem com rigor e determinação na repressão ao racismo durante as partidas”.

Advertisement

Conforme o documento destinado à Diretoria de Competições e Comissão Estadual de Árbitros de Futebol, em “caso de racismo ou injúria racial deverá ser solicitado apoio da força policial para garantir a segurança e a ordem nos estádios”. 

A resolução vale tanto para as competições organizadas pela federação quanto pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

No caso da CBF, as medidas de repressão e prevenção ao racismo são para jogos das Séries C e D do Brasileiro Masculino e as Séries A2 e A3 do Feminino, que têm clubes amazonenses.

No âmbito local, há os campeonatos de base e a Série B do Estadual deste ano, que deve começar em julho.

No domingo (21), o atacante brasileiro Vinicius Junior, do Real Madrid, novamente sofreu racismo pela La Liga (Campeonato Espanhol) no jogo contra o Valencia. O caso ganhou repercussão mundial.  

Advertisement

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *