Festival de Cirandas de Manacapuru segue até domingo no Parque do Ingá

Após dois anos de enfrentamento à pandemia de Covid-19, o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, abriu, na noite de sexta-feira (26), o 24º Festival de Cirandas do município de Manacapuru (a 68 quilômetros de Manaus).

O evento é aberto ao público e segue até domingo (28), na Arena Parque do Ingá.

O espetáculo, que é considerado o segundo maior do Amazonas no âmbito folclórico, foi realizado nos anos de 2020 e 2021 no formato de live e, neste ano, por meio do programa +Cultura, que visa a retomada das atividades econômicas do setor cultural, retorna ao modelo presencial. O investimento é de R$ 3,3 milhões.

Conforme o secretário executivo de cultura e economia criativa, Cândido Jeremias, o festival é a mola propulsora da economia do município e, só neste ano, gerou mais de 2,8 mil postos de trabalho.

Ainda segundo o secretário, outro fator importante para o acesso dos brincantes e turistas na cidade é a recuperação da rodovia AM-070 – Manoel Urbano, que foi modernizada, duplicada e entregue em dezembro de 2021 pelo governador Wilson Lima.

“Nós percebemos que a modernização da rodovia AM-070 facilitou o trajeto até Manacapuru, então foram convidadas as cidades e comunidades vizinhas e, também, a capital. Agora é cerca de uma hora, é um trajeto muito rápido, a estrada está um tapete”, completou.

Cada noite do festival é dedicada a uma agremiação que conta com 2h30 para defender seu tema.

Após as apresentações das cirandas, a programação dispõe de shows de bandas locais e de Manaus, no palco montado na praça de alimentação do município.

Programação

Neste sábado (27), a Ciranda Tradicional defende o tema “O Dourado”, no Parque do Ingá, seguida pelas apresentações de Drika Morena e da Banda Rabo de Vaca, no palco alternativo.

No domingo e último dia de festival (28), cultura e tradição são expostos no tema “Bendito Ser”, da Ciranda Flor Matizada. E os artistas Delírios do Samba e Guto Lima encerram a programação alternativa.

Como medida de segurança, não está permitida a entrada de menores de 7 anos de idade na arena.

Além disso, crianças e adolescentes até 14 anos incompletos podem permanecer no espaço até a meia-noite, acompanhados pelo responsável legal.

A fiscalização conta com representantes do Juizado da Infância e Juventude, Ministério Público, Conselho Tutelar, Polícias Militar (PMAM) e Civil (PC-AM).

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *