Portal Você Online

Justiça condena PMs por morte de colega de farda,em Manaus

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) condenou os policiais militares Joseney das Neves Morais, Bruno Cezanne Pereira e Germano da Luz Júnior pela morte do colega de farda, Jancicley Stone de Souza. Thiago Carvalho Trindade foi absolvido. O crime aconteceu no dia 25 de agosto de 2015, na zona oeste de Manaus.

O cabo da PM Jancicley Stone foi morto com pelo menos 10 tiros. Na época do crime, o caso gerou polêmica após o militar ser morto por quatro policiais da Força Tática, chamados colegas de farda.

Advertisement

Conforme a sentença, Joseney das Neves Morais foi condenado a sete anos, dois meses e 20 dias de reclusão, por homicídio simples.

O réu Germano da Luz Júnior foi condenado a 11 anos e oito meses pelo crime de homicídio qualificado.

Já Bruno Cezanne Pereira foi condenado a 12 anos e 11 meses de prisão, também pelo crime de homicídio qualificado.

O PM Thiago Carvalho Trindade foi absolvido no julgamento.

Relembre o caso


No dia 25 de agosto de 2015, uma perseguição feita por policiais da Força Tática a um carro SW Toyota branca, sem placa, terminou com a morte do ex-cabo da Polícia Militar, Jancicley Stone de Souza, de 30 anos, na Estrada do Tarumã. O carro capotou após o motorista perder o controle do veículo de passeio.

A perseguição teve início após policiais abordarem o veículo na saída do Ramal da Anaconda, localizado dentro da invasão Cidade das Luzes, no Tarumã.

Jancicley teria disparado contra os policiais, que revidaram e o PM foi morto com pelo menos 10 tiros. A vítima estava com uma pistola, que comportava 20 munições.

Advertisement

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *