Líder do PCC foge da prisão domiciliar em Manaus

Com tumor no cérebro, ‘Anjinho’, havia ganhado prisão domiciliar, mas fugiu no mesmo dia. Ele já cumpriu pena em presídio federal por ser de alta periculosidade

‘Anjinho’ foi capturado no conjunto Nova República
Felipe é filho do traficante Sebastião Ribeiro Marinho Filho, o “Velho Sabá”, morto em 2017

Felipe Batista Ribeiro, 32, o “Anjinho”, líder da facção do Primeiro Comando da Capital (PCC) no Amazonas, fugiu da prisão domiciliar no mesmo dia em que ganhou o benefício – em 19 de agosto. A informação é da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap-AM).

Diagnosticado com tumor cerebral em estágio avançado, ele ganhou benefício de cumprir sua pena em casa, para tratar da saúde. Entretanto, a fuga já estava planejada. Ele já esteve preso num presídio federal por ser considerado pelas autoridade como de alta periculosidade.

Apesar de estar com tornozeleira eletrônica, Felipe está foragido. Ele está i condenado a 21 anos de prisão por latrocínio, tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo. Em nota, a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), informou que já comunicou a ocorrência à Justiça.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *