Portal Você Online

Manaus: os foragidos que esquartejavam e desovavam corpos no rio

Os indivíduos Erick Teixeira da Silva, conhecido como “Erick Tinoco” ou “Tinoco”; Francinaldo de Oliveira Teixeira, conhecido como “Siri”; Frank Willian dos Santos Silva, o “Paquetá” ou “Frankzinho”; Moises Terço Moreira, o “Bonitão”; Pedro Wask Teixeira, conhecido como “Belo”; e Weberte Figueiredo de Souza, o “Atividade”, estão sendo procurados por esquartejarem vítimas e jogarem os corpos no Rio Negro, em Manaus.

De acordo com as informações do delegado Fábio Aly, titular do 8º Distrito Integrado de Polícia (DIP), os seis são integrantes de um grupo criminoso que teria envolvimento com os crimes de tortura, homicídio e ocultação de cadáver no bairro Compensa, zona oeste.

Advertisement

Ainda conforme o delegado, eles têm participação na morte de Anderson Augusto Pacaio de Azevedo, que desapareceu na noite do 19 de outubro de 2023.

“As investigações apontaram que a vítima tinha um conflito com membros da organização criminosa, liderada por Pedro e seu filho Jackson. Este conflito teria surgido de uma suspeita de roubo de drogas pertencentes ao grupo”, disse.

Segundo o delegado, Anderson foi torturado pelos indivíduos, com o objetivo de extrair confissões sobre o suposto roubo. Com isso, ele foi morto e seu corpo foi esquartejado e descartado no Rio Negro, em uma tentativa de obstruir a justiça e dificultar a investigação policial.

Disque-denúncia

A PC-AM solicita que quem tiver informações sobre o paradeiro dos indivíduos, deve entrar em contato pelos números (92) 3667-7608, disque-denúncia do 8° DIP, ou pelo 181, da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM). A identidade do informante será preservada.

Advertisement

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *