Massacre em Suzano: 4 jovens seguem internados

Quatro estudantes que foram feridos no Massacre de Suzano, na Escola Estadual Raul Brasil no dia (13), ainda continuam internados e o estado de Saúde deles é estável. Dois deles continuam na UTI, uma jovem conseguiu receber alta da unidade intensiva e já foi para a enfermaria e um outro, que passou por cirurgia, já responde bem ao tratamento. A seguir, mas detalhes sobre cada um deles.

Estado de saúde dos feridos

Confira o estado de saúde dos quatro internados:

  • Adna Isabella, 16 anos: saiu da UTI e está em enfermaria em Suzano.
  • Anderson Carrilho, 15 anos: continua na UTI, mas seu estado é estável.
  • Jenifer Cavalcante, 15 anos: está também na UTI, mas seu estado também é estável.
  • Leonardo Santos, 16 anos: precisou ser operado, mas continua bem, quadro estável.

Alunos recebem alta em Suzano

Apesar do trauma e do susto, o estudante José Vitor Ramos se diz pronto para voltar a estudar na Escola Estadual Raul Brasil, e que faz isto para reencontrar os amigos que lhe deram força nestes dias tão difíceis. Muito emocionado ao conceder uma breve entrevista a diversos veículos de comunicação na saída do Hospital, o estudante ainda revelou que seu sonho é ser um jogador de basquete e que tem ainda outros objetivos pela frente.

Nesta segunda-feira, os alunos e funcionários retomam as atividades na Escola Estadual Raul Brasil, com acompanhamento do atendimento psicológico e poderão decidir juntos qual o melhor momento para retomarem as aulas.

A comunidade é solidária com a tragédia da Escola Estadual Raul Brasil, e tem levado até o pequeno memorial que se formou nos muros da instituição, demonstrações de carinho e esperanças em pequenos gestos

Relembre a tragédia

Diferente de Realengo, em Suzano, o atirador não cometeu o crime sozinho. Uma dupla de atiradores, Guilherme Taucci Monteiro, 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, 25 anos, abriu fogo contra funcionários, professores e estudantes da Escola Estadual Raul Brasil. A dupla entrou encapuzada durante o horário do intervalo da instituição, e efetuou disparos com arma de fogo contra dezenas de pessoas, além de usarem uma arma branca para ferir outras várias.

Após realizarem os disparos, um dos atiradores matou o companheiro e se matou em seguida. O saldo da tragédia foi 8 mortos: o tio de um dos atiradores, empresário do ramo de automóveis na cidade de Suzano; duas funcionárias da instituição de ensino, uma coordenadora e uma inspetora, além de 5 alunos. Outros 11 alunos acabaram feridos e encaminhados à instituições hospitalares da região.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *