Número de mortos chega a 34 após rompimento de barragem e apenas oito foram identificados

O governo de Minas Gerais afirmou na noite deste sábado (26) que foram identificados oito corpos de vítimas do rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Além da médica Marcelle Porto Cangussu, a primeira vítima identificada, outros sete nomes foram divulgados, entre eles Jonatas Lima Nascimento. Ele era de Congonhas, na Região Central de Minas, tinha 36 anos e trabalhava no setor de carregamento da Vale.

A vítima deixa a esposa e dois filhos, uma garota de 11 anos e um menino de 5. Segundo a cunhada Driely Mariely, o corpo foi encontrado no caminhão que Jonatas trabalhava. “A família está bem abalada, principalmente porque ele estava no IML desde ontem [sexta-feira] e o nome dele ainda estava na lista de desaparecidos neste sábado”. Jonatas deve ser sepultado neste domingo (27).

Os demais mortos identificados não tiveram idade, e origem – se eram trabalhadores ou moradores – informadas. Veja os nomes:

  1. Carlos Roberto Deusdeti
  2. Eliandro Batista de Passos
  3. Fabricio Henriques
  4. Jonatas Lima Nascimento
  5. Leonardo Alves Diniz
  6. Marcelle Porto Cangussu
  7. Robson Máximo Gonçalves
  8. Willian Jorge Felizardo Alves

A médica Marcelle Porto Cangussu tinha completado 35 anos no dia anterior à tragédia. Ela trabalhava na Vale desde 2016 não estava escalada para trabalhar na sexta-feira, mas foi chamada de última hora.

No fim da tarde deste sábado, o Corpo de Bombeiros informou que 296 pessoas estavam desaparecidas. Já a vale fala em 252 nomes. 

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *