Portal Você Online

‘Operação Aceiro’: terceira fase e 224 incêndios combatidos só no sul amazonense

A Operação Aceiro 2023, deflagrada no mês de julho, pelo Governo do Amazonas, com objetivo de combater incêndios no sul do estado, encerrou, na terça-feira (5), a segunda fase com 224 focos de incêndios combatidos nos municípios de Humaitá, Lábrea, Boca do Acre, Manicoré e Apuí.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, os dados correspondem à somatória das fases um e dois da missão.

“Os militares que atuaram ao longo do mês de agosto estão retornando para Manaus, entre esta quarta e quinta-feira, e enviamos uma nova tropa para compor a terceira fase da missão, assumindo as linhas de frente de combate aos incêndios, que têm aumentado na região sul do estado durante o verão amazônico. Nossos bombeiros possuem elevado preparo técnico para missões como a Operação Aceiro”, pontuou o comandante-geral do CBMAM, coronel Orleilso Muniz.

Advertisement

Dos 224 focos de incêndio combatidos pelas equipes atuantes na missão, 56 foram registrados em Lábrea, 52 em Boca do Acre, 52 em Humaitá, 38 ocorrências em Manicoré e 26 no município de Apuí.

Fases da operação

Com início no dia 12 julho, o plano de operação da Aceiro 2023 prevê a realização de quatro fases operacionais nos cinco municípios, que integram a região do sul do Amazonas conhecida como “Arco do Fogo”.

As duas primeiras fases já foram concluídas e a missão continuará até o mês de novembro.

Trabalho integrado

No combate operacional dos focos de incêndio na Aceiro 2023, atuam os bombeiros militares, agentes da Força Nacional e brigadistas civis.

A missão integra a Operação Tamoiotatá, que reúne órgãos de segurança pública e de meio ambiente na repressão a crimes ambientais em áreas críticas de desmatamento e queimadas.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *