Portal Você Online

Produtos da Páscoa tem variação de até 225% nos preços em Manaus; veja a lista do Procon AM

O Instituto de Defesa do Consumidor do Amazonas (Procon-AM) divulgou nesta sexta-feira (22), a pesquisa de preços com os produtos mais procurados para a Páscoa como chocolates, ovos de Páscoa e pescados. O levantamento mostra variações de preços que podem chegar a mais de 225%, entre produtos da mesma marca, em lojas diferentes.

Conforme o Departamento de Fiscalização do órgão, o levantamento foi realizado entre os dias 18 a 22 deste mês, e passou por estabelecimentos comerciais de sete redes de supermercados que atuam na capital. Na pesquisa, diversos itens foram comparados.

Os dados foram coletados em supermercados de todas as zonas de Manaus. Entre os produtos pesquisados, o bacalhau foi um dos que apresentou a maior variação de preço (225,4%).

Advertisement

Em um supermercado da zona centro-sul, o produto foi encontrado a um valor de R$ 49,99 o quilo, enquanto em outro, na zona norte, o mesmo produto estava sendo comercializado a R$ 162,69.

O pirarucu também apresentou uma variação alta entre os estabelecimentos pesquisados. Em um supermercado da zona norte, o produto foi encontrado a R$ 28,55 o quilo, enquanto em outro, na zona centro-sul, foi encontrado a R$ 92,89 o quilo (225,7%).

Já o tambaqui, pescado típico da região, apresentou variação de preço menor entre os mercados pesquisados. Em uma das lojas ele foi encontrado a R$ 18,90 a banda, e em outra, a R$ 27,99 (48%).

Os chocolates e ovos de Páscoa também foram alvos da pesquisa. Para esses produtos, a diferença de preço pode variar em até 57%, dependendo da zona da capital. Em uma das lojas, por exemplo, a caixa de chocolate de uma determinada marca foi encontrada a R$9, e a R$14,90 em outra em outra região.

“O consumidor tem que ficar atento na hora de fazer as suas compras. Ele pode e deve comparar a marca, o peso, o preço e o prazo de validade de cada produto. Pesquisar é fundamental porque ajuda a identificar as melhores opções de compra e a evitar o superendividamento”, recomenda o diretor-presidente do Procon-AM.

Denúncias

Para realizar uma denúncia, a população pode acionar o Instituto de Defesa do Consumidor por meio dos telefones (92) 33215-4009 ou 0800 092 1512, de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, ou encaminhar a demanda pelo correio eletrônico: fiscalizacaoprocon@procon.am.gov.br.

Advertisement

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *