Polícia alerta sobre golpe de pacotes de viagens

A Polícia Civil amazonense está alertando os consumidores sobre golpes aplicados por empresas de turismo de Manaus. Segundo o titular da Delegacia Especializada em Crimes contra o Consumidor (Decon), Eduardo Paixão, tem aumentando o número de ocorrências de  pacotes de viagens falsos.

                A equipe da Decon recebeu ultimamente 70 vítimas de golpes após a compra de um pacote turístico com destino à Ilha de Margarita, na Venezuela e, ainda, um grupo de 20 adolescentes de uma igreja que viajariam para o município de Barretos, em São Paulo, porém, em ambos os casos, os consumidores não puderam viajar devido à falta de compromisso das empresas de turismo com o consumidor.

                O delegado alerta que as pessoas interessadas em viajar devem sempre suspeitar de ofertas de pacotes turísticos com preços muito abaixo da média do praticado no mercado. Paixão recomenda sempre guardar os preços dos pacotes e passagens que desejam adquirir e registre imagens, informações, incluindo a consulta em sites e a data de pesquisa, pois tudo isso servirá como forma de comprovar a transação comercial.

                “Tenha muita cautela com sites estrangeiros, pois as regras do Código de Defesa do Consumidor (CDC) não se aplicam com sites que não possuem representantes no Brasil”, alerta  Paixão.

                Prevenção – O delegado informa, ainda, que o consumidor pode também verificar a reputação de empresas acionando a especializada e, ainda, por meio de sites específicos no assunto. Ao decidir comprar pacotes, a população deve consultar sempre se a empresa possui Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) e optar por depósito em conta de pessoa jurídica. No caso de compras pela Internet, deve-se evitar o uso de computadores públicos e o fornecimento de dados do cartão pessoal.

                O consumidor lesado por esse tipo de golpe podem procurar a Decon – Rua Lima Bacuri, nº 504, Centro, anexo ao 24º Distrito Integrado de Polícia (DIP) – e formalizar a denúncia. Dúvidas podem ser esclarecidas pelos telefones: 99962-2731 ou 3214-2264.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *