Presos passam por exames de sangue em Itacoatiara

A Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI) realizou, na última semana, a atividade de coleta de sangue para exames de diagnóstico e prevenção de doenças entre os reeducandos. A ação é planejada por meio de um calendário de saúde realizado pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e Umanizzare Gestão Prisional, empresa cogestora da unidade.

Os exames de sangue acontecem mensalmente, ou sempre que necessário, conforme indicação dos profissionais de saúde da unidade. A ação tem como objetivo diagnosticar e controlar possíveis alterações que possam provocar doenças junto à população carcerária.

De acordo com a enfermeira da unidade, Graciane Fábio, os exames de sangue são importantes para identificar possíveis desordens e outras patologias. “Por meio desse tipo de exame podemos descobrir doenças que na maioria das vezes são silenciosas, como diabetes, a hipertensão, o colesterol alto e até alguns tipos de câncer”, destacou a enfermeira.

Para o reeducando Rondineli Abreu Cavalcante, esse tipo de atendimento médico é de extrema importância. “Não é porque estamos aqui que não devemos nos cuidar e prevenir doenças. Eu também gostei da iniciativa e a preocupação da equipe”, disse Rondineli.

A disponibilização dos materiais hospitalares para a coleta dos exames ocorreu através de uma parceria com a Unidade Básica de Saúde (UBS) José Resk e o Laboratório Central (Lacen), que realizaram a coleta para testes de Hemograma, Triglicérides, Colesterol, Ácido Úrico, Glicemia, VDRL, Urina (EAS) e Fezes (EPF).

Após os testes laboratoriais, caso seja identificado algum tipo de doença, o interno terá início ao tratamento específico para a doença e, se necessário, o agendamento imediato do reeducando com o médico. Os resultados dos exames devem ficar prontos até o dia 15 de abril.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *