Professores de Manaus (AM) sinalizam greve contra reajuste de 4%

Hoje foi apenas uma “paralisação de advertência. Caso não sejamos atendidos, vamos parar na próxima  semana.  

Os professores estaduais de Manaus, capital do Amazonas, realizaram uma uma manifestação na manhã de hoje (28), em frente da sede do governo, no bairro Compensa, Zona Oeste da capital. A decisão foi tomada após reunião com os secretários de Estado de Educação e Fazenda, em que o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam) já havia discutido e deliberado em assembleia antecipadamente que não iriam aceitar o reajuste previsto pelo governo, de 4%.

O governador alegou que o limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) havia sido ultrapassado pela concessão dos 4% aos servidores da educação, porém, o sindicato disse que desconfia de que haja informações erradas sobre o orçamento do Estado.

Os professores estaduais pedem o reajuste de 15%, a categoria perdeu muito nos últimos anos no poder de compra. Entre 2015 a 2018, período que a categoria não teve reajuste nenhum, explicou a presidente do Sinteam, Ana Cristina Rodrigues.

Caso não sejam atendidos, os professores afirmam que vão cruzar os braços já na próxima semana.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *