Portal Você Online

Seca causou redução da carga de cimento para Manaus,diz Votorantim

Responsável pela distribuição do cimento da marca Poty para o Amazonas, a Votorantim Cimentos informou que a falta do produto no mercado é devido à seca dos rios.

Segundo a empresa, o produto chega a Manaus por terminal portuário e, em razão da baixa do nível dos rios e da dificuldade de navegação, reduziu a carga nos navios.

De acordo com a Votorantim, esforços logísticos estão sendo feitos para manter o abastecimento local. . As duas marcas mais comercializadas em Manaus são a Poty e a Mizu e segundo os consumidores, não são encontradas no mercado.

Advertisement

Em outubro deste ano a saca de cimento com 42,5 quilos custava, em média, R$ 55. No início do processo de escassez o valor passou para R$ 65. Esta semana, com o sumiço na maioria das lojas, foi vendida a R$ 75.

De acordo com os próprios comerciantes, onde ainda existe o produto disponível para venda há limitação de unidade por cliente.

Confira a nota da Votorantim Cimentos na íntegra:

“A Votorantim Cimentos informa que o abastecimento de produtos no mercado de Manaus encontra-se momentaneamente afetado em função da seca severa na região Amazônica, que baixou o nível dos rios e está dificultando a navegação. Com isso, o navio que transporta o cimento da empresa até Manaus só consegue navegar com parte da carga, e não com 100% da capacidade. A Votorantim Cimentos está empreendendo vários esforços logísticos para manter o abastecimento local, inclusive trazendo produtos de outras regiões, como Belém (PA).”

Advertisement

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *