Sine Manaus cadastra refugiados e imigrantes

A Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), em parceria com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), realiza, nesta terça-feira (15), o cadastramento de refugiados e imigrantes no sistema do Sine Manaus, Centro de Apoio e Referência a Refugiados e Migrantes (Care), na Rua Maués, nº 120, Cachoeirinha, na zona Sul da cidade.

O acesso para o Centro de Apoio tem entrada pela Rua Ipixuna, contornando a Igreja Missionária de Deus. A ação já é parte do cotidiano de serviços do Sine Manaus e dessa vez será totalmente direcionada à comunidade de refugiados e imigrantes que cresce cada vez mais na cidade.

De acordo com a diretora do Sine Manaus, Letícia Mesquita, o trabalho tem como objetivo integrar essas pessoas nos projetos da prefeitura e ajudá-los a ingressar no mercado de trabalho formal. “Eles estão fora de seus países de origem e precisam de auxílio para retomar a vida. Então, é muito importante que o poder público possa inseri-los formalmente na sociedade”, disse ela.

“A orientação do prefeito Arthur Virgílio Neto é que todas as secretarias trabalhem para a melhoria das condições dessas pessoas e o Sine Manaus é mais um dos envolvidos na integração dos refugiados e imigrantes nas políticas públicas determinadas pela prefeitura”, declarou o secretário da Semtepi, Marco Pessoa.

O serviço disponibilizado durante a ação será o cadastramento no banco de dados do Sine, que atua em conjunto com a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho e funciona como uma espécie de currículo digital. Os documentos necessários para o cadastro são: Protocolo de Refúgio/Residência Temporal, CPF, Certificados de Cursos, Carteira de Trabalho, Comprovante de Residência e de Escolaridade.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *