Temporal deixa RJ em luto e carnaval é cancelado

Prefeitura confirma 6 mortos. Na tarde de hoje (7), Metrôs, barcas, BRTs e aeroportos operam normalmente.

A tempestade que atingiu o Grande Rio na noite desta quarta-feira (6) deixou ao menos seis mortos. A forte chuva acompanhada de ventania causou apagões, derrubou árvores, alagou vias e fechou a Avenida Niemeyer, onde um trecho da ciclovia desabou.

As mortes foram registradas na Rocinha, no Vidigal, em Barra de Guaratiba e na Avenida Niemeyer, onde ônibus foram atingidos por deslizamento de terra e árvore. Dois corpos foram retirados de um dos veículos, soterrado por volta das 23h30 e depois foi jogado contra a mureta da via. Ele invadiu a ciclovia e quase caiu encosta abaixo.

Todo estado do Rio de Janeiro permanece em alerta para mais chuva no decorrer desta quinta-feira (7). Ainda há condições para chuva moderada à forte por diversas áreas, inclusive na cidade do Rio de Janeiro e região metropolitana. 

Mais Chuva!

A atuação de um sistema de baixa pressão atmosférica no mar ao largo da costa fluminense juntamente com a presença de um cavado meteorológico, mantém alta as condições de chuva para hoje. No Rio de Janeiro, voltou a chover no começo da manhã e a chuva pode voltar a qualquer momento até com forte intensidade, mas com volumes inferiores em relação à ontem. Também pode ventar, com rajadas  entre 40 km/h a 60 km/h. Não há mais risco de ventania como aconteceu ontem à noite. 

A rajada de vento mais forte chegou a 110 km/h no Forte de Copacabana, entre às 21h e 22h na noite de ontem (6), pelas medições do Instituto Nacional de Meteorologia. 

A chuva mais volumosa se concentrou na zona sul da capital, provocando graves alagamentos, deslizamentos de terra, queda de árvores e outras ocorrências. Segundo medições do Alerta Rio, da Prefeitura do Rio de Janeiro, o volume de chuva atingiu 162,2 mm no Vidigal e 165,6 mm na Rocinha entre a noite de ontem e a madrugada de hoje. 

Pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN), choveu 151 mm na estação de São Conrado, no período de três horas. 

Além do Grande Rio, outras áreas do estado do Rio de Janeiro, incluindo a região serrana, estão no risco de chuva forte para esta quinta-feira.

Os volumes de chuva excepcionais que caíram sobre a cidade do Rio de Janeiro em uma hora e provocaram caos foram resultado de diversos fatores meteorológicos. 

Carnaval cancelado

Em decorrência do forte temporal que atingiu a cidade, os desfiles de blocos de rua que aconteceriam nesta quinta, sexta e sábado foram cancelados. A Prefeitura informou que está focada na retomada do funcionamento normal da cidade. Os banheiros químicos que seriam instalados nos blocos deste período foram realocados para a Av. Niemeyer, para utilização das equipes que trabalham no local.

A agenda de desfiles de blocos de rua do pré-carnaval, desta quinta (7) a sábado (9), previa sete desfiles. A Riotur estuda a possibilidade de reagendar os cortejos.

Confira a lista de blocos cancelados:

Quinta-feira, 7 de fevereiro

GRBC Ninho dos Cobras – Centro

Sexta-feira, 8 de fevereiro

Badalo de Santa Teresa – Santa Teresa

Sábado, 9 de fevereiro

Black Sambá – Barra da Tijuca

Bloco Seu Kuka e eu do Grajaú – Grajaú

Casa dos Partideiros – Anil

Chame Gente – São Conrado

Os 20 de ouro do Mestre Odilon – Zumbi

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *