Portal Você Online

Amazonas prepara alunos da rede estadual para mercado de trabalho

Mais de 5 mil alunos já foram beneficiados pelo projeto ‘Educação Empreendedora’ da Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Amazonas (Sebrae-AM). O projeto faz parte do programa Educa+Amazonas, lançado em 2021, e tem como objetivo preparar os estudantes para a realidade e os desafios do mercado de trabalho.

Advertisement

Implementado em setembro de 2021, o projeto já passou pelos municípios de Manacapuru, Lábrea, Autazes, Parintins, Barcelos, Boca do Acre e Itacoatiara. Na capital, a Escola Estadual Frei Silvio Vagheggi é uma das contempladas com o projeto. A coordenadora do ‘Educação Empreendedora’, Sheyla Cordeiro, destacou o projeto como uma oportunidade de enxergar mais possibilidades para o futuro.

“O projeto é uma forma da Seduc proporcionar aos alunos uma maneira de aprender sobre o empreendedorismo, visto que esse é um dos focos e pilares do Novo Ensino Médio. Com isso, atingimos um número muito grande de estudantes, que agora podem pensar em novos modelos de negócios ou aprimorar o negócio de alguém da própria família”, disse.

Advertisement

Para o analista de negócios do Sebrae Amazonas, Ricardo Sampaio, o projeto desenvolve competências integradas à grade curricular dos alunos, promovendo uma preparação qualificada para o mercado de trabalho, mas sem interferir nos estudos. “Nós pensamos em ensinar os conceitos modernos de gestão, ensinando para os jovens o que é um modelo de negócio e fazendo com que eles desenvolvessem um projeto em cima disso, algo que eles pudessem fazer depois do Ensino Médio”, concluiu.

A estudante do 2º ano do Ensino Médio, Isabel Taqueira, de 16 anos, já chegou a montar um pequeno negócio de doces com a mãe, mas por falta de conhecimento técnico na área de empreendedorismo precisou dar uma pausa. Quando soube da oportunidade de fazer parte do projeto, não pensou duas vezes e correu para se matricular.

“Meus pais foram o grande incentivo para me inscrever. Cursos gratuitos e de boa qualidade são difíceis de achar, ainda mais oferecidos no contraturno, dentro da escola. Sou bem participativa nas aulas e agora eu consigo enxergar bem mais além para o futuro”, falou a estudante.

Outra estudante que aproveitou bastante a oportunidade foi a Kamilly Ribeiro, de 16 anos. “Eu achei muito importante e interessante a gente ter contato com esse projeto de empreendedorismo. No futuro, de repente, se a gente quiser investir em algum negócio próprio, já temos o conhecimento necessário”, pontuou a aluna.

Sobre o projeto

O Educação Empreendedora é um projeto desenhado para alunos do Ensino Médio, em alinhamento aos pressupostos do Novo Ensino Médio e da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), para que possam desenvolver habilidades e competências para pensar negócios e desenvolvê-los sob o prisma das ciências que norteiam as iniciativas empreendedoras.

Além da leitura de mercado, os estudantes estarão preparados para identificar oportunidades e criar planos de negócios, que serão apresentados na Feira do Empreendedorismo Estudantil do Amazonas. Essa iniciativa cria um ambiente adequado ao desenvolvimento de startups e fomento de novos negócios.

Advertisement

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *