Buscas por desaparecidos no Pará serão retomadas na segunda (8)

Cinco pessoas estão desaparecidas após a queda de uma parte da ponte que cruza o rio Moju, próximo ao município de Acará, no Pará. O trecho da estrutura, com cerca de 200 metros, caiu na madrugada deste sábado (6) após uma balsa colidir com um dos pilares centrais de sustentação. (vídeo abaixo) . As buscam recomeçarão nas primeiras horas desta segunda-feira (8).

Segundo o governador, Jader Barbalho, os desaparecidos são tripulantes da balsa. Eles serão procurados pelos Corpo de Bombeiros do estado com radares e mergulhadores. Dois carros teriam caído na água com o rompimento do trecho. A ponte faz parte do complexo Alça Viária, que liga várias regiões do Pará.

“É um dia triste, com esse episódio lamentável. Neste momento, a nossa prioridade é agilizar as buscas pelas vítimas e dar total apoio às suas famílias”, disse o governador.

Reveja os fatos

Parte de uma ponte do complexo Alça Viária, importante por fazer a ligação entre Belém e cidades do interior do estado, caiu na madrugada deste sábado (6) no Rio Moju, próximo à entrada do município de Acará, que fica a cerca de 60 km de Belém. Segundo o Centro Integrado de Operações (Ciop) do Pará, no momento do acidente, dois veículos estavam passando na ponte. O Corpo de Bombeiros não divulgou o estado de saúde das vítimas.

A ocorrência foi registrada às 1h38 deste sábado (6). De acordo com o Centro de Operações, o rompimento ocorreu devido a uma balsa que teria batido em um dos pilares da ponte, que é a terceira da Alça Viária, no quilômetro 48 da rodovia estadual.

A Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros, a Polícia Civil, a Polícia Rodoviária, o Grupamento Aéreo e Fluvial foram acionados e buscas estão sendo realizadas no local.

O governador do estado, Helder Barbalho, e o Secretário de Segurança Pública do Pará, Ualame Machado, estiveram no local e sobrevoaram a área nas primeiras horas da manhã.

Problemas estruturais

Problemas de corrosão e desgaste em pilares e estacas foram detectados na ponte do Rio Moju durante vistoria técnica realizada no mês de janeiro de 2019 por técnicos da Secretaria de Estado de Transportes (Setran), do Conselho Regional de Engenharia (Crea-PA) e do Corpo de Bombeiros, além de secretários, deputados e o governador.

Apesar disso, na ocasião, não foi detectado risco de desabamento da estrutura. O tráfego de veículos foi mantido no local.

“A princípio, ainda é prematuro falarmos em interrupção no tráfego sobre a ponte. De toda forma, já solicitei que sejam liberados recursos do tesouro para a execução das medidas emergenciais”, explicou o governador”, disse o governador Helder Barbalho, na época.

O Governo do Pará divulgou na ocasião a realização de medidas emergenciais na ponte, como a implantação de novas defensas para evitar os choques de embarcações, revestimento em concreto das estacas que estão com as ferragens à mostra, além de revitalização da sinalização da área.

Outro acidente na Alça Viária

Há 5 anos, no dia 23 de março de 2014, parte de outra ponte da Alça Viária sobre o Rio Moju desabou após uma balsa ter colidido com a estrutura. A embarcação, que transportava óleo, destruiu um dos pilares da construção, localizada a cerca de 120 km de Belém.

Com o incidente, foi rompida parte da estrutura, que possui cerca de 900 metros de extensão e 23 vãos. De acordo com informações da PRE, cerca de 50 metros da ponte, localizada no quilômetro 48 da rodovia PA-483, foram destruídos com esse acidente.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *