Prefeito promete mais de 17 mil novas vagas escolares

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) deu início, nesta quarta-feira (6), à terceira sessão da 17° Legislatura com a leitura da mensagem anual do prefeito de Manaus, Artur Virgílio Neto (PSDB). A abertura dos trabalhos ocorreu no plenário Adriano Jorge.

A solenidade foi presidida pelo presidente da CMM, vereador Joelson Silva (PSDB). Dos 41 vereadores, 39 compareceram à sessão, incluindo os sete novos parlamentares empossados no dia primeiro de fevereiro.

Durante o discurso, Artur Neto falou sobre a gestão municipal, educação, saúde, infraestrutura e novos investimentos.

“Entramos na elite do ensino público municipal, deixando para trás a herança do desrespeito ao futuro e merecendo o reconhecimento do país, quando saímos de uma das últimas posições do ranking do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) para a nona posição”, declarou.

O prefeito afirmou que foram convocados mais de 1.300 professores concursados. O chefe do Executivo municipal prometeu entregar 22 obras financiadas pela Prefeitura e Banco Mundial, que ampliarão em 17.600 vagas na rede escolar. Entretanto, o prazo final para que entrega ocorra não foi divulgada.

Sobre a infraestrutura viária Artur Neto afirmou que a prefeitura recuperou 11.500 ruas com o plano de recuperação de vias no verão e período chuvoso. O prefeito não anunciou as obras de infraestrutura viária para Manaus.

Artur Neto disse que nos próximos dias anunciará “grandes obras estruturantes” na capital com recursos provenientes do Banco do Brasil, Caixa Econômica, Banco Interamericano de Desenvolvimento, Banco Mundial, Agência Francesa e Confederação Andina de Fomento. Porém, o prefeito não deu mais detalhes sobre as novas obras.

Ele informou também que uma passagem de nível será construída na Avenida João Valério, na Zona Centro-Sul; e outra no Manoa, na Zona Norte de Manaus. Artur disse ainda que as licitações estão em produção, mas ainda não há uma data para execução do processo licitatório.

“Será o ano das grandes obras. Temos em caixa o dinheiro necessário para o financiamento dessas obras. Parte dos recursos aportados por instituições financeiras, e parte pelo Tesouro municipal – fruto da arrecadação de tributos”, afirmou o prefeito.

Ainda neste ano, o prefeito de Manaus disse que pretende enviar para CMM um projeto que visa garantir a independência da Manaus Previdência.

“Encontrei falida e nos escândalos, e hoje conta com ativos de R$ 1,2 bilhão, garantindo a aposentadoria de quem já se aposentou e de quem ainda irá se aposentar”, disse Artur Neto.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *