Portal Você Online

Campeão olímpico de vôlei, Pampa morre aos 59 anos

Morre Pampa, campeão olímpico pela seleção brasileira de vôlei, aos 59 anos

O ex-jogador de vôlei André Felippe Falbo Ferreira, o Pampa, 59 anos, morreu nesta sexta-feira (7) de complicações pulmonares causadas por reação à quimioterapia de um tratamento que vinha fazendo contra um câncer. Ele foi medalhista de ouro com o Brasil nas Olimpíadas de 1992 e estava internado desde abril em São Paulo.

Advertisement

Pampa estava, desde o começo do ano, realizando um tratamento contra o Linfoma de Hodgkin (câncer do sistema linfático). Em 13 de março, ele foi internado por causa de complicações respiratórias que teve em função de uma reação à quimioterapia, e foi entubado três dias depois.

Pampa nasceu em Recife (PE), e disputou sua primeira olimpíada pela seleção em Seul, em 1988, conseguindo um quarto lugar. Quatro anos depois, o ouro foi conquistado em Barcelona 1992, em uma campanha histórica. Depois que parou de jogar se dedicou à vida pública.

Advertisement

Os jogadores da seleção brasileira masculina de vôlei que ganharam a medalha de ouro na Olimpíadas de Barcelona, em 1992, fizeram história. Foi a primeira vez que o Brasil conquistou um ouro em esportes coletivos. 

Pampa passou por vários clubes no Brasil, jogando pelo Palmeiras e também pelo Suzano. No exterior, defendeu o Lazio e o Napoli na Itália, e chegou a jogar no Japão. Foi a força da sua cortada em quadra que lhe rendeu o apelido pelo qual ficou famoso.

No início da carreira, em Recife, Pampa cortava tão forte que a jogada era comparada ao coice de um cavalo pampa, raça famosa por sua força. Depois que se aposentou das quadras, na vida pública, chegou a trabalhar no Ministério dos Esportes entre 2000 e 2002, e também foi secretário de esportes em cidades como Suzano (SP) e Campos (RJ).

Advertisement

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *