Dois mortos, seis feridos e 11 desaparecidos em desabamento de dois prédios no Rio

                Dois prédios desabaram na Zona Oeste do Rio, por volta das 7h, da manhã desta sexta-feira (12). De acordo com os bombeiros, ao menos duas pessoas morreram e outras seis ficaram feridas e ao menos 11 ainda continuam desaparecidas sob os escombros que, os bombeiros vasculham para tentar localizar outras vítimas. Entre os mortos estão um homem e uma criança. A região da Muzema, onde os prédios foram construídos, foi uma das mais afetadas pelas últimas chuvas que desabaram sobre o Rio de Janeiro nos últimos dias.      

                De acordo com as primeiras informações, os prédios teriam entre quatro e seis andares, foram entregues aos moradores há seis meses, e seriam construções irregulares interditadas pela Prefeitura do Rio, mas que uma liminar da Justiça impediu que fossem derrubadas.

                Investigações da polícia civil carioca levantaram que os edifícios não tem engenheiros ou documento autorizando as construções e são controlados pela milícia. Segundo o delegado da Delegacia de Proteção de Meio Ambiente, Antônio Ricardo, “há investigações que apontam que essas organizações criminosas vêm atuando com grilagem, desmatamento, parcelamento irregular do solo e diversos crimes ambientais”.

                “Essas edificações estavam em loteamento irregular. A Prefeitura do Rio já havia comunicado ao Ministério público e tentado interditar, mas infelizmente, uma liminar judicial impediu a demolição desses prédios e as obras continuaram. Estamos aqui com a nossa equipe trabalhando para tentar resgatar as pessoas dos escombros. Fica para todos nós uma lição: Quando a Prefeitura alertar sobre esses riscos, vamos dar ouvidos para que isso não aconteça nunca mais”, disse o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, que esteve no local do acidente.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *