Avianca fecha bases em aeroportos e cancela voos no Brasil

Bases do Galeão, no Rio de Janeiro (RJ), de Petrolina (PE) e de Belém (PA) vão fechar a partir de 1 de abril. Voos de Brasília para Salvador, Fortaleza, Rio e Cuiabá foram cancelados.

Com uma dívida de aproximadamente R$ 500 mi; um prejuízo declarado de R$ 144,6 mi no segundo trimestre de 2018; e sendo acionada judicialmente por diversas empresas diante do não pagamento do arrendamento de aeronaves, a Avianca Brasil, quarta maior companhia aérea do país, recebeu sinal verde da Justiça paulista para seu pedido de recuperação judicial.

Desde o deferimento da RJ, em dezembro de 2018, a empresa briga para não perder suas atuais aeronaves, cuja posse sofre o risco de ser devolvida às empresas que as arrendaram, reais proprietários. Para tanto, diversas medidas já foram anunciadas, tais como o encerramento dos voos internacionais diretos que partem de Guarulhos para Santiago, no Chile, e para Miami e Nova York, nos EUA.

Voos Brasileiros – Em séria crise financeira, a Avianca cancelará, a partir de abril, 21 rotas em que voa hoje pelo país. O cancelamento se dará “progressivamente” ao longo do próximo mês como forma de economia.

Dos voos partindo de Brasília, serão canceladas as rotas para Salvador, Fortaleza, Cuiabá e Rio de Janeiro (Galeão). As pessoas que compraram passagens antecipadamente para esses voos devem ficar atentas e procurarem a companhia.

Segundo a Avianca, a redução na oferta de voos faz parte de seu plano de reestruturação para se manter operando. Com os cancelamentos, a empresa aérea continuará operando normalmente com 32 rotas, sem mudanças em horários ou  na frequência dos voo.

Também serão cancelado voos entre Aracaju e Salvador, entre Belém e Guarulhos (SP), de Fortaleza para Bogotá (Colômbia) e de Salvador para Bogotá,, além das rotas saindo do Galeão para Foz do Iguaçu (PR), João Pessoa, Natal, Porto Alegre e Salvador.

Serão afetados ainda passageiros que voam de Florianópolis, Fortaleza e Guarulhos para o Galeão, aqueles que saem de Maceió, Recife e Petrolina (PE) em direção a Salvador e os que voam de Petrolina para Recife.

A Avianca está negociando uma parte de suas operações com a Azul.
No dia 11 de março, a Azul anunciou que fez uma proposta para comprar parte das operações da Avianca Brasil por US$ 105 milhões– o equivalente a R$ 400 milhões.

A proposta inclui a aquisição de 70 pares de slots (direitos de pouso e decolagem em certos aeroportos) e cerca de 30 aeronaves Airbus A320 (arrendadas). Esse processo está sendo acompanhado de perto pelas autoridades.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *