CEO da Pfizer:vacina anual é preferível a doses de reforço

Vacina anual em vez de doses de reforço é a situação ideal para a saúde  pública, defende CEO da Pfizer – Observador

O presidente-executivo da Pfizer, Albert Bourla, disse no sábado (22), em entrevista ao N12 News de Israel, que seria preferível oferecer uma vacina anual contra a covid-19 a aplicar doses de reforço em intervalos mais curtos.

Bourla já antecipou que a  farmacêutica trabalha no desenvolvimento de uma nova vacina contra a covid-19, desta vez capaz de deter ou minimizar os efeitos da variante Ômicron do coronavírus. Segundo o chefe da companhia, o imunizante deve ser lançado até março.

Durante entrevista ao canal israelense, Bourla foi questionado sobre a necessidade de aplicação de doses de reforço a cada quatro ou cinco meses regularmente, como já ocorre em vários países.

“Este não será um bom cenário. O que eu espero (é) que tenhamos uma vacina que você terá que fazer uma vez por ano”, disse o CEO. “Uma vez por ano é mais fácil convencer as pessoas a fazê-lo. É mais fácil para as pessoas lembrarem”, acrescentou.

A OMS já admitiu que as vacinas contra a covid precisam ser atualizadas. A organização informou que as atualizações devem provocar respostas imunes “amplas, fortes e duradouras”, a fim de reduzir a aplicação de contínuas doses de reforço.

A OMS orienta que a nova geração de vacinas precisa, além de prevenir contra casos graves e mortes, oferecer proteção maior contra a infecção, “diminuindo assim a transmissão comunitária e a necessidade de medidas sociais e de saúde pública rigorosas”.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *