Richarlison ajudou Manaus durante crise de oxigênio na pandemia

O autor dos dois gols que deram a vitória ao Brasil na estreia da Copa do Catar, Richarlison, doou cilindros de oxigênio para Manaus durante a crise do insumo vivida durante a pandemia da Covid-19, em 2021.

Na ocasião, artistas de todo o país se reuniram para doar cilindros de oxigênio para reforçar o sistema de saúde local.

Além dos artistas, o atual atacante da Seleção Brasileira, Richarlison, responsável pelos dois gols da estreia na Copa do Mundo, também demonstrou solidariedade e doou 10 cilindros de oxigênio para as unidades de emergência de Manaus.

Além dele, outro jogador que integra a Seleção Brasileira na Copa do Mundo do Qatar, o atacante Antony, também manifestou apoio e solidariedade a Manaus, quando a cidade vivia a “crise do oxigênio”.

Crise do Oxigênio

No dia 14 de janeiro de 2021, o caos se instalou no sistema de saúde de Manaus, quando faltou oxigênio nos hospitais.

Nas primeiras horas do dia, profissionais de saúde e familiares de pacientes saíam de dentro dos hospitais em desespero, relatando que havia acabado o oxigênio dos hospitais. Foram dois dias sem oxigênio, ou quase nada, nos hospitais.

A situação foi constatada nos principais hospitais de Manaus, como Hospital 28 de Agosto, Hospital Universitário Getúlio Vargas, Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado, e Serviços de Pronto-Atendimento (SPA) pela cidade.

Parentes de pacientes internados em Manaus fazem fila para compra de oxigênio no dia 18 de janeiro. — Foto: Bruno Kelly/Reuters

Na época, o estado registrava recorde de internados com Covid, e as unidades ficaram superlotadas. O Amazonas foi o primeiro estado do país a sofrer com os impactos da segunda onda da Covid.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *